Bookmaker artbetting.co.uk - Bet365 review by ArtBetting.co.uk

Bookmaker artbetting.gr - Bet365 review by ArtBetting.gr

Germany bookmaker bet365 review by ArtBetting.de

Premium bigtheme.net by bigtheme.org

Pedro Alsama: Um riomaiorense que quer singrar no panorama da música nacional

Paulo Araujo 3 Abril, 2015 0
Pedro Alsama: Um riomaiorense que quer singrar no panorama da música nacional
Álbum de estreia é lançado a 9 de Abril na FNAC

Nascido em Rio Maior em 1975, o músico Pedro Alsama acaba de gravar o seu 1.º álbum, intitulado “Pedro Alsama”.

O Comércio & Notícias foi conhecer melhor este riomaiorense que há muito tempo sonhava com esta oportunidade,  “tinha este sonho desde pequeno, eu lembro-me de estar com um disco de vinil e a pensar que um dia iria gravar também um, não é em vinil mas é em CD”, revelou-nos.

Material não falta a Pedro Alsama que abraçou este projeto já lá vão 15 anos, “tenho 15 álbuns feitos, nunca tinha era mandado para nenhuma editora”, frisa o músico com um brilho nos olhos.

A gravação deste 1.º CD surge na sequência de um concurso promovido pela Music In My Soul em parceria com o Palco Principal, concurso esse que Pedro Alsama venceu e que tinha como prémio a possibilidade de gravar um CD, “tenho diversas músicas no Palco Principal, que é um site com alojamento de bandas, concorri ao concurso e ganhei”, frisou com satisfação.

Amante da música alternativa, Pedro Alsama preparou este álbum para um público mais abrangente,  “apoiei-me um pouco no folk e no pop e também alguma coisa do alternativo que é o meu estilo preferido. Escolhi as músicas de acordo com o público que eu penso que seja mais vasto. Nalgumas músicas tive a colaboração de Joaquim d’Azurém na guitarra portuguesa, ele que já trabalhou com várias bandas nacionais”.

Segundo o artista a música faz parte da sua vida desde pequeno, “lembro-me de ser criança e agarrar em tachos e panelas e fazer barulho. A música sempre foi o que mais gostei de fazer”, conta-nos Pedro Alsama que em 2012 editou um livro intitulado “Um diário quase nunca escrito”, sendo que alguns poemas desse livro são aproveitados para a música.

Antes de se aventurar num projeto a solo Pedro Alsama passou já por outros palcos, “já tive bandas de alguns géneros, uma delas era de metal que era os OverMind. Na altura, em 2001, a banda até começou a ter sucesso mas algumas divergências fez com a mesma se diluísse.  Decidi então começar a trabalhar sozinho em casa, com o computador, voz e mais alguns instrumentos que utilizo”. Prosseguindo, o músico refere: “Componho as músicas e trabalho-as em PC com algumas frases musicais. Estou ali a orquestrar e vou montando até ter o instrumental, depois as letras nunca são escritas, são todas de improviso e normalmente saem bem à primeira”.

Aos 39 anos o músico quer esperar para ver o que este disco dá mas já pensa em voos mais altos,  “tenho muita coisa preparada e vou continuar a criar. Este ano já criei cerca de 10 músicas, claro que nem todas vou aproveitar mas há algumas que são de eleição. Depois tenho também algum material gravado de 2000 a 2014, portanto são mais de 100 músicas que espero poder ver gravadas em próximos álbuns”, frisa Pedro Alsama que confia no seu trabalho, “a música ainda não está a passar na rádio mas espero que comece a fazer parte das playlists de algumas rádios pois é a forma de chegar ao ouvido de muita gente”.

A terminar, o músico riomaiorense revelou ainda um desejo: “Gostava muito de atuar na minha terra. Se não puder ser já vou ficar a aguardar por uma oportunidade”, concluiu

A apresentação do primeiro álbum de Pedro Alsama está agendada para 9 de Abril na FNAC do Centro Comercial Vasco da Gama, em Lisboa, onde o autor irá interpretar alguns temas ao vivo.

“Health” é o single de apresentação de Pedro Alsama que pode ouvir aqui: https://www.youtube.com/watch?v=-ICAlMu1T4Q

Redes Sociais
RSS
Follow by Email
Facebook

Google+

http://comercioenoticias.pt/2015/04/03/pedro-alsama-um-riomaiorense-que-quer-singrar-no-panorama-da-musica-nacional/
Twitter

FPRM Gina Morais Megamaior Riografica

Comentar »

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.