Bookmaker artbetting.co.uk - Bet365 review by ArtBetting.co.uk

Bookmaker artbetting.gr - Bet365 review by ArtBetting.gr

Germany bookmaker bet365 review by ArtBetting.de

Premium bigtheme.net by bigtheme.org

Ultramaratonista Paulo Sá espera correr 144 km em 15 horas

Paulo Araujo 14 Maio, 2015 1
Ultramaratonista Paulo Sá espera correr 144 km em 15 horas

Atleta riomaiorense vai participar na Ultra Maratona “Caminhos do Tejo”

O ultramaratonista riomaiorense Paulo Sá tem vindo a intensificar a sua preparação com vista à participação, nos próximos dias 12 e 13 de Junho”, na 9.ª edição da Ultra Maratona “Caminhos do Tejo”, que irá ligar Lisboa a Fátima, numa extensão de 144 km.

Aos 44 anos de idade Paulo Sá revelou ao Comércio & Notícias a sua ansiedade em relação a esta prova de longa distancia, “é a minha primeira vez numa prova deste nível, já fiz alguns treinos e algumas ultramaratonas mas nunca excedendo os 80 Km”.

O atleta afirma que  “uma prova desta natureza requer treinos muito idênticos às de outras provas mas com cargas mais intensas, os quais tenho realizado aos fins-de-semana. De resto é tudo igual às outras maratonas que tenho feito mas com mais persistência e mais quilómetros”, contou-nos.

Questionado se achava que estava preparado para uma prova tão extensa, Paulo Sá revelou: “Numa prova destas nunca podemos dizer que estamos preparados, até porque eu não conheço o meu corpo a partir do km 80 e por isso não sei como vou reagir. Nas maratonas e nas ultra maratonas nunca podemos dizer que vamos conseguir acabar porque há muitos imprevistos e são muitas horas a correr, de qualquer das formas sinto-me bem e noto que tenho capacidades de poder terminar esta ultra maratona de 144 km”.

Falando da prova em si, Paulo Sá conta que “a prova segue os mesmos caminhos que os peregrinos utilizam de Lisboa a Fátima a pé, começando no Parque das Nações, em frente ao Centro Comercial Vasco da Gama, e terminando junto ao Santuário. A prova tem abastecimentos de 30 em 30 km em que temos de ter uma média de corrida que não exceda o permitido, pois se isso acontecer implica a eliminação. Posso até demorar mais alguns minutos mas o ideal seria correr cada quilómetro a uma média de seis minutos e meio. Ao longo da prova existirão alguns pontos de paragens para nutrição, mas em  que teremos de olhar para o relógio para saber o tempo que podemos estar parados não pondo em causa a desclassificação. Contudo, a prova é seguida e ninguém é obrigado a parar”, revelou o atleta de Rio Maior.

Ainda sobre a alimentação o ultramaratonista sustenta: “Temos de ser auto-suficientes, embora a organização nos conceda alguma nutrição, nós temos de ter a nossa porque já estamos habituados a certos produtos que costumamos usar e não podemos inventar nada, temos de consumir tudo aquilo a que estamos habituados a consumir nos treinos para que não haja alterações e para que não nos venha a estragar a prova”, confidenciou.

Sá não tem dúvidas da grandeza desta prova, “é sem dúvida o maior desafio da minha carreira, é algo que aqui há uns anos nunca imaginava fazer. Uma prova desta natureza não está ao alcance de muitos”, garante.

Seguindo o ditado que a maioria dos atletas utiliza: “O futuro a Deus pertence”, Paulo Sá foi perentório em afirmar: “Normalmente a seguir a uma prova longa dizemos que já não corremos mais porque estamos com muitas dores e alguma exaustão mas isso depois logo passa e queremos mais. Por isso logo se vê o que o futuro reserva porque não sei como vou reagir nem durante nem depois de uma prova destas”.

A concluir, o ultramaratonista deixou os agradecimentos a todos aquele que o apoiam nesta aventura, com particular destaque para a Junta de Freguesia de Rio Maior, “desde já agradeço ao meu amigo Luís Filipe, presidente da Junta de Freguesia de Rio Maior, todo o apoio que tem dado e irá dar no decorrer da prova. Penso que é também uma mais valia para a Junta de Freguesia porque é uma prova onde irão estar muitos corredores e pessoas dedicadas ao desporto que estão sempre a analisar quem corre, tanto que é uma prova que nos dá pontos para nos classificarmos para a rainha das ultra maratonas que é disputada em França (Montblanc). Quero agradecer imenso o apoio que me foi dado pela Junta de Freguesia de Rio Maior e pelos meus  patrocinadores que são o Comércio & Notícias, o Região de Rio Maior, a Híper FM, e o Restaurante Estrela de Ouro, e quero deixar também um reconhecimento e um agradecimento especial ao meu treinador, o Prof. Pedro Pinheiro, por todo e empenho e dedicação que tem colocado na preparação desta prova”, concluiu o atleta riomaiorense.

O Comércio & Notícias ouviu também o Presidente da Junta de Freguesia de Rio Maior, Luís Filipe Santana Dias, que começou por dizer: “A Junta de Freguesia rapidamente percebeu a importância que esta prova representa para o Paulo, e estamos a falar de uma pessoa que se calhar não percorreu um trajeto normal no atletismo, pois acordou para o desporto de forma um pouco tardia e com uma idade já um pouco avançada. Ainda assim o Paulo Sá tem demonstrado uma enorme determinação ao participar em provas como maratonas e outras ainda mais extensas e que agora se prepõe a alcançar uma meta que para a maior partes dos atletas seria uma situação impensável”.

Prosseguindo, o Presidente da Junta de Rio Maior realça ainda, “o Paulo é um atleta completamente amador, que não pertence a qualquer clube, mas com uma determinação pessoal em fazer estas provas e em poder levar a cabo um desafio deste calibre e para nós obviamente é um orgulho podermos ter um riomaiorense com esta vontade e poder almejar a uma meta tão difícil de alcançar”, frisou o autarca.

Sobre o apoio que a Junta de Freguesia irá prestar ao atleta, Luís Filipe Santa Dias, revela que “acaba por ser mais institucional que outra coisa, obviamente que temos uma micro participação financeira que corresponde basicamente a publicidades que o Paulo vai envergar no dia da prova e que tem envergado nos treinos, publicidades essas que também têm sido divulgadas na sua página do Facebook e na página da Junta de Freguesia de Rio Maior”.

A terminar, Luís Filipe Santana Dais, referiu ainda: “É importante vincar que todos nós temos Rio Maior muito associado ao desporto de elite e de topo, neste caso em particular estamos a falar do outro oposto da prática desportiva, de alguém que é completamente amador mas com a mesma determinação de um atleta profissional prepõe-se a ultrapassar-se a si próprio. Nós achamos que estas pessoas também devem ser apoiadas e portanto além deste micro apoio financeiro e de beneficiar desta publicidade vamos estar também a acompanhar o Paulo com um carro no dia da prova, percorrendo todo o caminho que ele vai fazer, felizmente para nós de carro, e onde podemos ter os equipamentos que ele precisa, umas sapatilhas para trocar ou umas t-shirts, e vamos ter toda esta envolvência também para que o Paulo não se sinta desacompanhado nesta prova. Temos também obviamente a função de incentivá-lo e não o deixar desistir de maneira a que ele consiga acabar esta prova com o maior sucesso que esperamos e temos a certeza que vai ter”, concluiu.

O Presidente da Junta de Freguesia de Rio Maior revelou ainda que “no dia da corrida irão surgir nas páginas do Facebook da Junta de Freguesia de Rio Maior e do ultramaratonista Paulo Sá diversas situações em relação ao acompanhamento da prova”.

Mais informações em: https://www.facebook.com/megapaulo?fref=ts

11182201_1573045249639585_3157481693725817808_n

Redes Sociais
RSS
Follow by Email
Facebook

Google+

http://comercioenoticias.pt/2015/05/14/ultramaratonista-paulo-sa-espera-correr-144-km-em-15-horas/
Twitter

FPRM Megamaior Riografica

Comentários »

  1. celso 14 Maio, 2015 at 16:33 - Reply

    o ultramaratonista é esse senhhor de verde magricela?? =)

Comentar »

Time limit is exhausted. Please reload CAPTCHA.