Bookmaker artbetting.co.uk - Bet365 review by ArtBetting.co.uk

Bookmaker artbetting.gr - Bet365 review by ArtBetting.gr

Germany bookmaker bet365 review by ArtBetting.de

Premium bigtheme.net by bigtheme.org

Realiza-se hoje em Rio Maior a cerimónia de abertura da iniciativa “Mês Azul”

Paulo Araujo 6 Abril, 2018 0
Realiza-se hoje em Rio Maior a cerimónia de abertura da iniciativa “Mês Azul”
 

O Contrato Local de Desenvolvimento Social de 3.ª Geração (CLDS 3G-Rio Maior) do Centro de Educação Especial do Concelho de Rio Maior “O Ninho”, em parceria com a Comissão de Proteção de Crianças e Jovens (CPCJ) de Rio Maior, a Ação Social da Câmara Municipal de Rio Maior (CMRM), o Centro de Apoio Familiar e Aconselhamento Parental (CAFAP) da Associação Aldeias de Crianças SOS, e a Associação Portuguesa de Apoio à vítima (APAV) de Santarém,  promove este mês de abril, à semelhança dos anos anteriores, a iniciativa “Mês Azul”, que está associada ao mês da prevenção dos maus-tratos na infância.

Esta iniciativa contempla um conjunto de atividades no concelho de Rio Maior que têm como finalidade despertar a atenção em relação a esta problemática social e consciencializar a comunidade para o seu papel na prevenção dos maus-tratos na infância, a família para o exercício de uma parentalidade positiva, sem recurso à violência verbal e física, e a criança/jovem para os seus direitos e deveres.

Ao início da tarde desta sexta-feira, 6 de abril, pelas 14h00, no Cineteatro Municipal de Rio Maior, será efetuado o lançamento do programa do “Mês Azul” para dar conhecimento das diversas ações a realizar em Rio Maior durante o mês de abril.

História do Laço Azul

A Campanha do Laço Azul (Blue Ribbon) iniciou-se em 1989, na Virgínia, E.U.A, quando uma avó Bonnie W. Finney, amarrou uma fita azul à antena do seu carro para fazer com que as pessoas se questionassem.

A história que Bonnie Finney contou aos elementos da comunidade que a interpelaram foi trágica, contando os episódios de maus-tratos à sua neta. O seu neto já tinha sido morto por maus tratos, de forma brutal. E porquê azul? Porque apesar do azul ser uma cor bonita, Bonnie Finney não queria esquecer os corpos batidos e cheios de nódoas negras dos seus dois netos. O azul servir-lhe-ia como um alerta constante para a sua luta na proteção das crianças contra os maus tratos.

A história de Bonnie Finney demonstra-nos como o efeito da preocupação de um único cidadão pode ser eficaz no despertar das consciências da população, relativamente aos maus tratos contra as crianças, na sua prevenção e na promoção e proteção dos seus direitos.

Redes Sociais
RSS
Follow by Email
Facebook

Google+

http://comercioenoticias.pt/2018/04/06/realiza-se-hoje-em-rio-maior-a-cerimonia-de-abertura-da-iniciativa-mes-azul/
Twitter

Gina Morais Megamaior Megamaior Riografica

Comentar »

Deve iniciar sessão para comentar.