ADOLESCENTE DO CASAL DO REI ESTÁ DESAPARECIDA DESDE A PASSADA SEGUNDA-FEIRA

Paulo Araujo 5 Junho, 2019 0
ADOLESCENTE DO CASAL DO REI ESTÁ DESAPARECIDA DESDE A PASSADA SEGUNDA-FEIRA

Fugiu do Lar de Santa Isabel, em Leiria

Catarina Alexandra Cardoso, uma jovem de 14 anos de idade,
moradora numa habitação do Casal do Rei, precisamente na junção dos concelhos
de Caldas da Rainha e Rio Maior, está desaparecida desde a última
segunda-feira, 3 de junho, do Lar de Santa Isabel, em Leiria, local onde estava
acolhida por ordem do Tribunal.

Recorde-se que já em fevereiro de 2018 a jovem, na altura
estudante da Escola Básica Marinhas do Sal, de Rio Maior, havia fugido de casa
da avó, no Casal do Rei, tendo sido encontrada três dias mais tarde no Bairro
de Chelas, em Lisboa, não tendo sido esta a única vez que a rapariga saiu de casa
segundo conta a avó: “A Catarina ilude-se com facilidade, e depois diz aos
rapazes que tem 18 anos. Uma vez fugiu de casa, mas como tinha feito uma
chamada do meu telemóvel liguei para esse número e disse ao rapaz que ela só
tinha 13 anos. Ele foi impecável, segurou-a lá até que eu chegasse para a
trazer de volta. Estava em Setúbal dessa vez”, relata.

“Agora eu não faço a mínima ideia de onde ela possa estar”,
contou a avó de Catarina ao Comércio & Notícias”, acrescentando que “neste
momento a responsabilidade é toda do lar”.

Maria Cardoso, a avó de Catarina, lamenta ainda a decisão do
tribunal, “acharam que eu não tinha competência para tomar conta dela uma vez
que ela já tinha fugido de casa, e que no lar estaria mais protegida, mas afinal
deu no que deu”.

À nossa reportagem Maria Cardoso contou ainda que esteve com
a neta no passado domingo: “Fui buscá-la às 11h00 quando ela saiu da missa.
Fomos almoçar e depois fomos dar uma volta por Fátima. Foi um dia normal como
outro qualquer, sem problemas nenhuns, ela estava calminha e bastante meiga”.

Maria Cardoso lamenta ainda o facto do Lar Santa Isabel,
pertencente à Paróquia de Leiria, só por volta das 21h30 ter comunicado o seu
desaparecimento, “se ela saiu de manhã para ir para a escola e nunca mais
regressou, porque é que só tão tarde me avisaram?”, questiona.

Segundo a avó a jovem terá deixado o telemóvel no lar, até
porque as utentes só têm direito a utilizá-lo à noite durante quarenta minutos,
para poderem ligar às famílias.

O desaparecimento de Catarina Cardoso foi comunicado pelo
Lar de Santa Isabel à Polícia de Segurança Pública de Leiria, na noite de
segunda-feira, mas até ao momento não existem provas que possam localizar a
jovem.

De salientar que o Lar de Santa Isabel consiste em dar uma resposta social, através de um acolhimento de longa duração (período superior a 6 meses) a crianças e jovens do sexo feminino em situação de perigo, isto é, destituídos de um meio familiar ou que apresentem problemáticas que tornem necessário o seu afastamento.

Catarina Cardoso, a jovem de 14 anos que está desaparecida
www.autopecas24.pt Gina Morais Riografica

Comentar »

Deve iniciar sessão para comentar.