PRISÃO PREVENTIVA PARA OS DOIS HOMENS QUE DISPARARAM SOBRE TIO E SOBRINHA NA LOURINHÃ

Paulo Araujo 9 Setembro, 2019 0
PRISÃO PREVENTIVA PARA OS DOIS HOMENS QUE DISPARARAM SOBRE TIO E SOBRINHA NA LOURINHÃ

Crime aconteceu na sequência de um assalto à residência das vítimas

A Polícia Judiciária, através da Diretoria de Lisboa e Vale
do Tejo, contando com a relevante colaboração da Guarda Nacional Republicana e
da Guardia Civil de Espanha, localizou, identificou e deteve dois homens, de 40
e 21 anos, fortemente indiciados pela prática de crimes de roubo agravado,
homicídio na forma tentada, violação, sequestro, exposição ao abandono e
detenção de arma proibida.

Os factos ocorreram no passado dia 25 de agosto,
iniciando-se quando os ora detidos entraram abruptamente numa residência, sita
no concelho da Lourinhã e na qual residiam tio e sobrinha, a quem exigiram a
entrega de dinheiro e objetos em ouro.

As vítimas eram conhecidas dos autores e foram
selvaticamente agredidas, tendo, uma delas, sido sujeita a um gravíssimo abuso
sexual.

Após efetuarem o roubo na habitação, os ora detidos
colocaram a vítima masculina no porta-bagagens de uma viatura que lhe pertencia
e a ofendida no banco traseiro, ambos manietados.

Vieram a abandonar a vítima masculina, que julgavam estar
morta, num pinhal existente na zona, e, alguns quilómetros depois, a ofendida,
sobre quem desferiram um disparo de arma de fogo na cabeça, visando a sua
morte.

De seguida, os autores fugiram utilizando a mesma viatura,
vindo a ser localizados e detidos, no dia 27 de agosto, em cumprimento de
mandado de detenção europeu, quando se deslocavam de táxi numa localidade do
norte de Espanha.

Os detidos apropriaram-se de bastante dinheiro, ainda não
totalmente quantificado, de objetos em ouro e de uma arma de fogo que uma das
vítimas possuía.

Os autores foram entregues às autoridades portuguesas na
passada sexta-feira e foram presentes a primeiro interrogatório judicial,
tendo-lhes sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Face à precariedade do seu estado de saúde, as vítimas
continuam a ser assistidas para recuperação das lesões graves que lhes foram
infligidas.

www.autopecas24.pt Gina Morais Riografica

Comentar »

Deve iniciar sessão para comentar.