PRESIDENTE DA REPÚBLICA DE CABO VERDE DECLAMOU OS SEUS POEMAS EM ÓBIDOS

Paulo Araujo 11 Outubro, 2019 0
PRESIDENTE DA REPÚBLICA DE CABO VERDE DECLAMOU OS SEUS POEMAS EM ÓBIDOS

Não é todos os dias que se pode assistir a um Chefe de Estado a declamar a sua própria poesia, mas foi o que aconteceu ontem à noite, 10 de outubro, em mais uma sessão muito participada do FOLIO – Festival Literário de Internacional de Óbidos.

Depois de ter estado presente na abertura deste festival literário, Jorge Carlos Fonseca, Presidente da República de Cabo Verde, esteve na Livraria Artes & Letras para um sarau de poesia. Para além do próprio autor, os poemas e textos foram também lidos por outros intervenientes, tendo-se seguido uma sessão de “Mornas d´Sodade”, com Zezé Barbosa.

O poeta fez os estudos primários e secundários em Cabo Verde e estudos superiores (graduação e pós-graduação) em Portugal e na Alemanha. Com 19 livros publicados, a maioria relacionados com Direito, Jorge Carlos Fonseca foi reeleito em 2016 para um segundo mandato na Presidência da República de Cabo Verde.

Da sua obra fazem parte quatro livros em que aborda a sua faceta literária, sendo “A sedutora tinta de minhas noutes” o mais recente. Começou por publicar “O silêncio acusado de alta traição e de incitamento ao mau hálito geral” (Spleen Editores, 1995), “Porcos em delírio” (Artiletra, 1998) e “O albergue espanhol” (Rosa de Porcelana Editora, 2017).

www.autopecas24.pt Gina Morais Riografica

Comentar »

Deve iniciar sessão para comentar.